MatrizNet

 
Logo FPC Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
quinta-feira, 15 de Abril de 2021    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE ENTIDADE
Museu:
Património Museológico das Comunicações
Denominação:
Bramão, Cristiano Augusto
Tipo:
Autor
Nascimento:
Elvas, 1840
Actividade(s):
1º Oficial da Direcção Geral dos Telégrafos do Reino
Óbito:
Lisboa, 1881
Biografia:
Cristiano Augusto Bramão nasceu em Elvas em Janeiro de 1840 e faleceu em Lisboa a 19 de Junho de 1881.
De acordo com Guilhermino Barros in “Memória Histórica da Telegrafia Eléctrica” com notas de Godofredo Ferreira, Cristiano Augusto Bramão, aos quinze anos, alistou-se como voluntário no Regimento de Artilharia. Quatro anos mais tarde pede transferência para o Corpo Telegráfico. Em 1864, o Corpo Telegráfico foi desmilitarizado e, no novo organismo, foi-lhe atribuída a categoria de telegrafista. Durante o período compreendido entre 20 de Dezembro de 1864 e 3 de Agosto de 1869, chefiou as estações telegráficas de Setúbal, Coimbra, Elvas e Estação Principal de Lisboa.
Em Agosto de 1869, o director dos Telégrafos, Mousinho de Albuquerque, determina que este telegrafista seja transferido para a Repartição Técnica e do Material «a fim de ser empregado nas experiências e mais serviço telegráfico»
Em 1872, uma informação do director dos Telégrafos, Valentim do Rego, dá-nos conta do trabalho que lhe estava confiado naquela Repartição «Este empregado procede a todas as experiências sobre electricidade que se julgam necessárias para a conveniência e regularidade do serviço; ao exame e classificação de todos os aparelhos telegráficos; assiste aos exames dos telegrafistas; fiscaliza também os trabalhos da limpeza e reparação dos aparelhos telegráficos executados no Gabinete; faz as experiências necessárias para a aquisição de algum material telegráfico».
É durante este período que Bramão desenvolve os seus inventos, quer no campo da telegrafia quer no da telefonia.
Em 1878, alguns dos seus inventos foram apresentados na Exposição Mundial de Paris, onde constavam os seguintes aparelhos:
1) Três aparelhos telegráficos «Bramão» de tipos diferentes – o primitivo, de 1872, o modificado em 1873 e o definitivo, de 1874
2) Dois galvanómetros, um denominado Galvanómetro Universal «Bramão», e outro, Galvanómetro Universal Diferencial «Bramão»
3) Uma mesa telegráfica de duas direcções de comunicações metálicas, construída por Herrmann
O êxito obtido por estes aparelhos poderá ser avaliado pelo facto de ter sido atribuído à Direcção-Geral dos Telégrafos portugueses um Diploma de Honra tal como aconteceu com outros grandes nomes igualmente presentes - Baudot, Bell, Edison, Gray e Meyer.
Infelizmente, o nome de Bramão não se tornou internacionalmente conhecido por os seus aparelhos não terem sidos expostos em seu nome, ao que se supõe por falta de recursos.
Em 24 de Novembro de 1877, foi um dos pioneiros do telefone em Portugal, conduzindo as primeiras experiências com aparelhos do sistema Bell, entre Carcavelos e a estação do Cabo, em Lisboa.
Desde então, o seu interesse por este novo processo de comunicação, por meio de electricidade, não deixou de aumentar, sendo prova deste facto a invenção de vários equipamentos, tais como:
a) Transmissor Morse de dupla corrente (1872?)
b) Telégrafo Morse de dupla corrente (1874)
c) Galvanómetro Universal Bramão (anterior a 1878)
d) Galvanómetro Universal Diferencial Bramão (anterior a 1878)
e) Transmissor Morse duplex. Sistema Bramão (posterior a 1879)
f) Telefone de mesa Bramão (1878?)
g) Telefone de pilhas Bramão (1879)
Muito seria de esperar da competência de Cristiano Augusto Bramão, mas infelizmente, a morte aos 41 anos, não permitiu que continuasse a obra encetada

Fonte: CTT/TLP, Museu dos, «Bramão e outros inventores portugueses no Museu dos CTT/TLP-exposição comemorativa do 1º Centenário do Telefone Bramão 1879-1979», p.6 a 9, 1979
imagem
 
     
     
   
     
     
     
 
Termos e Condições  separador  Ficha Técnica